quarta-feira, 18 de setembro de 2013

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

Kelly Orasi

Kelly Orasi participa pela segunda vez do nosso encontro, e este ano ela vai ministrar o workshop "Contando histórias com objetos" além de se apresentar ao lado de Diana Beatriz as 15h45 do dia 21/09.


Vídeo da participação de Kelly no "Quintal da Cultura"

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

RAÍZES - Por Diana Beatriz

Este é um presente que nossa Fada Madrinha nos deu, um texto lindo sobre o tema do nosso encontro.

Obrigada!

RAÍZES
Diana Beatriz Oliveira
 

Que são raízes? Raízes firmam e nutrem plantas, das mais delicadas às mais frondosas. E o que nos firma como pessoas? O que nos nutre e impulsiona? Raízes mostram o lugar ao qual uma árvore pertence. E nós? O que nos faz ter certeza de que estamos em nosso lugar? Nós andamos pelo mundo e ainda assim podemos fazer de cada novo local o nosso lugar. Como fazemos isso? Fazemos porque somos raízes ambulantes. Somos um emaranhado de seres dentro dos quais correm origens, sabedorias, histórias e forças que nos nutrem e nos definem. E esse caldo humano se perpetua sendo transmitido aos nossos sucessores.
E assim leite e conselhos podem nutrir. Ossos e elogios nos firmam. Olhos e perguntas nos fazem ver. Beijos e carinho nos acalentam. Abraços e apoio nos fazem ir adiante. Sim, claro, somos feitos de movimento. Mas, como raízes ambulantes que somos, poderemos vagar ou caminhar. A diferença sempre estará na força das raízes que levamos conosco.
                 

segunda-feira, 2 de setembro de 2013

Tudo sobre nossa festa

“Passar histórias adiante é algo mágico, contar histórias é compartilhar inspiração, é dar uma jóia” (Jamie Oliveiro).

 
 
A ideia inicial do “Festa de Histórias” era compartilhar o universo da narrativa. Era uma maneira de mostrar a importância das histórias no mundo de hoje.

A partir do primeiro encontro, percebemos a necessidade de cultivar e semear histórias para criar raízes, ou seja, relembrar da nossa origem.

O primeiro passo foi dado: mostrar a importância das histórias. Agora o próximo passo é cultivar essa ideia, este hábito.

Contar histórias é compartilhar, por isso “Festa de Histórias” vem para unir grandes artistas da arte da narrativa, para comemorar a paixão pelas palavras, para compartilhar nossos contos, causos, poesias, saberes e histórias. 
É uma grande festa que será construída na imaginação de cada um através das palavras e da ação, fazendo acontecer o cultivo de ideias e ideais, para mostrar que o simples é capaz de grandes transformações, e a importância de saber de onde viemos para entender onde estamos e para onde vamos.